Histórico

Nossa história começa com um mutirão de comunicação colaborativa da Teia Brasil 2010, quando um grupo de ativistas e profissionais de diversas áreas se conectaram para realizar a cobertura colaborativa, a identidade visual e todo processo de divulgação prévia do evento. Tivemos o privilégio de estrear o prédio que hoje abriga o Porto Iracema das Artes, na ocasião recém desocupado pela Capitania dos Portos, onde montamos um telecentro, uma sala de imprensa e uma central de cobertura colaborativa, tudo conectado ao Cinturão Digital, que disponibilizou mais de 1GB de capacidade para o evento e ofereceu internet segura, gratuita e de qualidade para todos os participantes durante os 5 dias de atividades.

Depois do sucesso dessa empreitada, seguiu-se uma construção coletiva até chegarmos ao dia 12/12/2012, quando decidimos transformar nosso coletivo em uma instituição a partir de um objetivo em comum: promover o uso e a apropriação de tecnologias como forma de alcançar a emancipação humana, através da colaboração em rede e do livre acesso ao conhecimento.

Equipe

Quem faz o Mutirão?

Gecíola Fonseca

Graduada em Comunicação Social (UFC), atua com leitura crítica da mídia; produção de comunicação com crianças e jovens; direitos humanos; tecnologias digitais e livres para colaboração em rede.

Uirá Porã

Graduado em Sevirismo na Uni Fora do Eixo com especialização Hacker na Mídia Ninja. Trabalha com Cultura Digital, Comunicação e Políticas Públicas para Colaboração em Rede.

André Quintino

Desenvolve projetos de intervenção urbana, instalação sonora e arte digital, com temática relacionada às experiências cotidianas e, em especial, às tecnologias ordinárias.

Diná Matias

Comunicadora, com foco em produção de conteúdo e planejamento estratégico para redes sociais. Atua com divulgação e cobertura de eventos e festivais e ministra oficinas de comunicação colaborativa e em rede.

Vanessa Cabral

Formada em Pedagogia pela Universidade Federal de Alagoas (UFAL). Integrou o Coletivo Popfuzz de 2011 a 2013 (Maceió-AL), com 8 anos de experiência na área de produção cultural, social media, economia criativa, sustentabilidade, criação e prestação de contas de projetos para editais e produção audiovisual.

Adriano Passos

Servidor público de carreira, formado em Sistemas de Informação. Atua na área de Tecnologia da Informação e Comunicação, Tecnologias Educacionais e Juventude.